Arquivo da Categoria: BTT

Secção de BTT da ARCAP

BTT | ENCERRAMENTO AO “LUAR”

Quando o grupo se junta para desfrutar do prazer de andar de bicicleta numa noite quente e escura, as peripécias habitualmente são divertidas. Este ano apareceu pelos trilhos um elemento novo para nós dificultar a visão e aumentar a adrenalina: o pó. Autêntico banho que nos deixou de narinas entupidas e camuflados de castanho.
Foi um encerramento à moda antiga.
BOAS FÉRIAS.

BTT | UM ACORDAR NO SUNSET

Verde, intenso, acolhedor e divertido são alguns dos adjetivos que podemos usar para caracterizar a Montanha da Penha, que ontem foi palco de um longo Sunset. Na habitual volta domingueira de BTT quisemos ver como ficou o nosso pulmão verde. Ainda tivemos tempo para descer á cidade para hidratar e brindar á amizade.

BTT |NO CAMINHO FRANCÊS DE SANTIAGO DE COMPOSTELA

Seguir uma das rotas consagradas na Idade Média até a capital da Galíza é sempre uma experiência inesquecível. O caminho francês de Santiago de Compostela.
São dias e dias de emoções. São dias e dias a juntar os pedaços e guardar na mochila que levamos – também um punhado de saudades e lembranças. De convívio e camaradagem.
Alguns fizeram o trajeto inteiro, outros, o que o tempo lhes permitiu (desde LÉON), mas todos fizeram o seu caminho, a sua peregrinação ou a sua viagem de lazer.
No caminho as coisas fundem-se e confundem-se, unem-se e complementam-se, dão as mãos e seguem juntas para o sucesso de mais uma atividade do grupo de BTT da ARCAP.

BTT | MONTALEGRE | QUATRO ESTAÇÕES E CINCO ESTRELAS

No limite entre Portugal e Espanha terminou à instantes o desafio quatro estações do BTT da ARCAP. E que bela surpresa foi. Até podemos dizer que após 2 anos de paragem por pandemia, S. Pedro quis brindar a ARCAP com o que de melhor a meteorologia proporciona: um manto branco, sol, chuva, nevoeiro e céu limpo. Fantástico. Difícil.
Juntamos a um belo percurso, um jantar convívio noite dentro, isolamento no isolamento de montanha do maciço do Barroso. Satisfação plena.

BTT |NA ROTA DO CÔA| GUARDA

DIA 1

A Reserva Natural da Serra da Malcata, o castelo do Sabugal e de Figueira Castelo Rodrigo, a Reserva da Faia Brava, o Parque Arqueológico do Vale do Côa e o Douro Vinhateiro são apenas alguns dos destaques desta grande aventura dividida em quatro etapas, a que o BTT se propõe percorrer. A primeira etapa está concluída e deslumbrou pela natureza e património.

Fotos dia 1

DIA 2

Fantástico. Deslumbrante. O dia de hoje foi de emoções, dizem os intervenientes. “Um dia tranquilo se não tivéssemos fugido da rota uns 30 km para visitar a aldeia de Sortelha, que pertence as aldeias históricas: uma maravilha.” Depois retomaram o trilho de Sabugal a Almeida uns 80km.

Uma jornada que se estendeu por cerca de 120km e mais de 2.100 de acumulado de beleza e emoção.

Fotos dia 2

DIA 3 – “Quem manda é a montanha”

A terceira etapa teve um início prometedor com paisagens lunares, deslumbrantes… e com as assombrosas gargantas do rio Côa. O silêncio era parte integral da viagem, até que ao momento em que tudo mudou. Um forte temporal com descida abrupta da temperatura e um vento desequilibrador na montanha, obrigou os nossos betetistas a interromper a viagem aventura.
Um regresso antecipado de comboio pelas margens do rio Douro, de Pocinho até ao Porto.
Um agradecimento especial aos bombeiros de Pinhel pelo apoio prestado e um abraço especial ao Nuno Martins do bikeHotel de Soito.

Fotos dia 3

DIA 4 – “Fim”

Depois de uma viagem de comboio pela linha do Douro até ao Ponto, onde chegaram noite cerrada, os dois aventureiros, decidiram regressar a casa na manhã seguinte pelo Caminho de Santiago, com intercepção pela ecovia até Famalicão e daí pelos trilhos já bem conhecidos até casa.

Parabéns pela iniciativa e resiliência.

Fotos dia 4